Dicas do uso de madeira na decoração do ambiente

Avalie este item
(1 Voto)

A maior parte das madeiras utilizadas na decoração do século passado eram as que hoje são conhecidas como madeira de Lei. O extrativismo inadequado desse material sem cuidados sustentáveis acabou por deixar algumas espécies quase em extinção.
As características básicas de todas as madeiras são:

Solidez – se ela é dura ou macia, madeiras duras são mais valiosas porque são mais raras, são as mais resistentes e por sequencia as melhores. As madeiras macias são mais baratas e por sequencia sua durabilidade e resistência são menores.

Textura – a estrutura da célula é que determina sua textura. Como poros, elas acabam determinando se a sua estrutura ficara aberta ou fechada. Poros fechados deixam a madeira resistente, exemplo à madeira Teca, seus poros são muito fechados e por isso resistem ate mesmo a agua, se torna muito favorável a construção de barcos.

Cor – As cores vão do branco e do amarelo pálido ao vermelho, roxo e preto. E as células que determinam o tipo de madeira, pois criam a textura baixa e clara, reta, listrada, em espiral, em ondas ou com efeito de caracóis, onduladas e manchadas.

APLICAÇÃO - Moveis e objetos de decoração antes do século passado eram feitos de nogueira, carvalho, mogno, pau rosa, bordo, carvalho, nogueira, bétula, cerejeira. Hoje essas madeiras se tornaram muito caras devido ao extrativismo abusivo, as mais comuns são pinho, imbuia, freijó, cedro e os emprego de pó de madeiras com resinas e poliuretanos (MDF).

DECORAÇÃO - A madeira de é a queridinha da decoração para o momento, por isso integrar ao seu projeto, móveis, biombos, paredes, pisos e fachadas, tornara seu ambiente mais atual. Mas se tratando de decoração, a madeira seja ela de Lei ou em MDF, seu emprego acaba por diferenciar e embelezar seus projetos.

Fonte: Sisleine Arquitetura