Problemas com portas de madeira? Nós vamos te ajudar!

Avalie este item
(0 votos)
É muito comum em nossa residência ou ambiente de trabalho ter aquela porta
problema. Portas de madeira que, por algum motivo, não estão operando como
deveriam. Você sabia que muitos desses probleminhas são fáceis de resolver e o
custo é mínimo?  Leia esse artigo até o final e você vai descobrir que não é tão
difícil quanto parece.
 
A madeira é um material de grande durabilidade. Com o passar do tempo e
exposição a temperaturas e elementos externos, a madeira pode deformar e inchar.
Para que isso aconteça são necessários alguns cuidados que contribuam para sua
duração.
 
Mesmo que a porta ou janela não esteja precisando de reparo, é preciso zelar. Mas,
se a sua porta já não funciona bem, quanto mais tempo demorar a consertar, pior
ela ficará. Então, fique atento as dicas que a Madeireira São José pesquisou para
você na intenção de facilitar a sua vida.
 
1. A porta não quer fechar?
 
Se a porta não fecha ou fecha com dificuldade ou se você precisa de força para
encaixar, é preciso verificar a forma de instalação. Caso ela esteja com o canto
superior inclinado para baixo, faça a permuta para parafusos mais longos e
maiores.
 
Se o problema não for esse, tente reajustar a contra testa, que deve estar
posicionada acima ou abaixo do local ideal. Se o ajuste resolver, observe a abertura
da contra testa para torná-la maior, caso seja necessário.
 
2. A porta faz muito barulho?
 
Saiba que nove entre dez casas já passaram por esse problema. Você sabia que um
pouquinho de óleo pode resolver essa perturbação?
 
Na maioria das vezes, quando uma porta range é porque as dobradiças estão
ressecadas ou enferrujadas.
 
Se elas estiverem muito sujas, aí é melhor retirar e fazer uma limpeza seguida de
lubrificação com o óleo.
 
Mas atenção! Pinos soltos também podem fazer barulho, é preciso apertar e, se
necessário, trocar por pinos maiores, do mesmo calibre.
 
3. A porta bate na parede?
 
Esse probleminha é bem fácil de resolver. Basta comprar um batedor de porta. É
bem fácil de encontrar e tem para todos os gostos. Se houver tempo e paciência é
 
possível até confeccionar o seu próprio batedor de piso. Ele fica lá grudadinho no
chão. Há também os modelos magnéticos, onde uma parte é fixada na parede ou no
chão e um imã é preso à porta.
 
4. A porta está emperrada?
 
Já ficou preso por causa de uma porta emperrada? Esse problema está diretamente
relacionado à fechadura. Observe ao trancar ou abrir a fechadura se ela se move ou
trava.
 
Caso sinalize algo anormal, pense na possibilidade de trocar a fechadura. As
dobradiças também podem contribuir para o emperramento. Elas também
precisam ser verificadas.
 
É necessário, ainda, observar os espaços da porta. Se houver diferença entre a
parte superior ou inferior é preciso lixar a parte que está errada.
 
Mas, cuidado! É imprescindível medir certinho o quanto vai lixar, para não
danificar a porta. Nessa ocasião, às vezes, é melhor chamar um profissional.
 
5. Sua porta é sob medida?
 
Se você comprou uma porta tradicional, pronta, que não foi feita sob medida para o
projeto da sua casa, aí você poderá ter problemas. As portas prontas obedecem a
medidas padrões.
 
Aqui vai um alerta! Preste muita atenção ao adquirir uma porta pronta. Observe o
material que foi utilizado para confecção e também se a medida entre os batentes
atenderá a medida da porta.
 
Essa pequena investigação pode evitar uma dor-de-cabeça. Se o seu projeto é algo
diferenciado e tem uma porta mais sofisticada, fique de olho na instalação.
Algumas portas precisam de instalação específica.  
 
6. A porta tem um buraco?
 
Para findar esse problema, a solução requer muito trabalho e atenção. Portas com
núcleo oco, geralmente utilizadas em banheiros e dispensa, podem aparecer com
buracos.
 
Para uma porta oca, use uma faca afiada para cortar as arestas do buraco para que
fique com uma borda limpa chinfrada. Amasse uma folha de papel e coloque logo
abaixo do buraco da porta para impedir que o material de enchimento escorra de
dentro da porta.
 
Isole com espuma de spray, enchendo o furo completamente até que haja uma
bolha de espuma. Ao secar, nivele a porta usando a faca para cortar o material. Em
seguida aplique massa corrida à área restante do buraco e remova o excesso com
uma espátula larga. Siga lixando a superfície até que fique macia e pinte.
 
7. A porta não quer fechar/trancar?
 
Essa questão é com a fechadura. O pedaço de metal (também chamado de placa de
greve) na parte onde a porta trava, pode estar situado muito baixo ou muito alto.
 
Na placa é necessário procurar marcas que mostrem que a mesma está acima ou
abaixo do buraco. Ao detectar uma marca você poderá utilizar uma raspadeira de
metal para raspar o buraco a fim de torná-lo maior ou menor, com o objetivo de
facilitar a entrada da trava.
 
Temos a Solução!
 
Depois de ler todas essas informações e aprender sobre portas e suas questões é
hora de colocar a mão na massa e acabar com sua chateação.
 
Se você não tem prática com esse tipo de trabalho, então, é conveniente chamar um
profissional. Apesar de não ter segredo, o conserto de uma porta requer precisão,
concentração e conhecer um pouco sobre as partes que a compõem. Se for feito de
qualquer jeito, corre o risco de um probleminha se transformar na perda definitiva
da porta.
 
Sabe quem pode direcionar as suas compras e facilitar a sua vida? A Madeireira
São José, na Caucaia. Lá você vai encontrar um time de colaboradores capacitados,
que entendem tudo de madeira e vão te ajudar na melhor escolha, de acordo com
o seu orçamento.
 
Além das portas, você encontra também fechaduras, caibros, maçanetas e tudo que
envolve o mundo da construção e reforma. Para viabilizar ainda mais a sua vida, o
contato poderá ser feito via Whatsapp: (85) 98736-4368, (85) 98902-2126. Outros
números para contato: (85)3471-2739 (Araturi), (85)8865-5840. Vem conhecer a
Madeireira São José.