Colas para madeiras: quais os tipos e benefícios?

Avalie este item
(0 votos)
Colas para madeiras: quais os tipos e benefícios?
Quem nunca precisou utilizar cola para fixar alguma figura no papel, para deixar recado pregado no monitor de seu computador ou mesmo para construção ou restauração de um móvel?
Pois é! A cola está inserida no nosso dia a dia de formas variadas. Hoje, vamos ficar por dentro das colas para madeiras.
É muito importante saber qual o tipo de cola ideal para a superfície que será trabalhada, pois isso é o que vai garantir um resultado excelente e duradouro.
Tipos de cola
Veja a seguir os tipos mais indicados de cola e seus benefícios na aplicação  em madeira.
  1. Acetato de Polivinila (PVA)
Com certeza, quando você estudou já usou muito esse tipo de cola. Sim! A cola branca, bem como a cola para madeira amarela também é indicada para madeira.
O PVA vem em uma emulsão com água; e a união das peças só ocorre quando a água evapora e a cola seca.
Por se tratar de uma cola fácil de manusear apresenta boa resistência. Além disso, não causa muita sujeira.
Porém, é um produto solúvel em água, portanto não é recomendada para uso em peças que ficarão em ambientes úmidos ou em áreas externas.
  1. Cola de Poliuretano
Se você está procurando por um tipo de cola sustentável e econômica, a cola de poliuretano (também chamados de cola PU) é versátil e tem uma enorme capacidade de adesão e fixação.
Ela é indicada para preencher espaços e sua principal vantagem sobre as colas mais tradicionais para madeira é a resistência à água.
A secagem do produto é relativamente rápida e forma um filme, como uma superfície dura.
Uma dica de ouro: quando for utilizar esse tipo de cola, analise o local de armazenagem da peça colada. É importante controlar a umidade.
Agora, atenção! Esse tipo de cola exige um pouco mais de cuidado, pois ela pode ser difícil de manusear e, infelizmente, não é fácil para limpar.
  1. Cola Epoxi
Utilizada para colar os mais variados tipos de objetos, como madeira, plástico, porcelana, entre outros. A cola epóxi, também conhecida como poliepóxido, é considerada versátil e resistente.
O adesivo epóxi é altamente durável após a sua secagem, já que ele não amolece com o calor (resiste até 120ºC em certas aplicações), resistindo também a água, óleos e a determinados ácidos.
Uma dica valiosa: na colagem de madeira, coloque um pouco de serragem da madeira na mistura de epóxi. Dessa forma, a cola vai secar da mesma cor que a madeira.
  1. Hide Glue
A hide glue tem origem animal e é usada há séculos. Você pode achá-la em duas versões: 
  • A primeira é a hide glue líquida, que vem em tubo como qualquer outra cola. Você pode usá-la como cola PVA. É um produto sem resistência a água, muito usada por luthiers e restaurações de moveis antigos.
  • E a outra versão é em formato de grânulos, a qual você aquece em uma panela com água. Quando aquecida, ela se liquefaz; e quando esfria, torna-se sólida. Ela é aplicada com pincel.
 
  1. Cola Instantânea (cianocrilato)
Cola de cianocrilato, ou supercola como é mais conhecida, também pode ser usada na colagem de madeira.
Entretanto, esse tipo de cola apresenta um problema. Após a secagem, a cola endurece. Como ela solidifica, corre o risco de quebrar com algum impacto.
Em contrapartida, a supercola tem uma grande vantagem: a fixação dela é praticamente instantânea.
Interessante, não é mesmo?
Então, ao comparar a vantagem (fixação instantânea) com a desvantagem (fica dura após a secagem e apresenta o risco de quebrar), é recomendado usar apenas para colagem temporária.
Por exemplo: você pode usá-la para unir duas peças de madeira, enquanto continua com outro trabalho.
  1. Cola Termoplástica
 
Provavelmente, você não ouviu falar sobre a cola termoplástica. Mas, com certeza, já escutou algo sobre cola quente.
Pois é, a termoplástica é mais conhecida como cola quente. E como você deve ter visto, a aplicação desse produto é feita com um aplicador, que esquenta e derrete a substância.
A termoplástica é reconhecida pela versatilidade, pois pode ser aplicada nos mais variados tipos de materiais.
Contudo, ela não é indicada para superfícies como azulejos ou vidros, assim como também não é recomendada para peças que ficarão expostas ao calor.
  1. Cuidados necessários
Vamos recapitular alguns cuidados especiais?
Afinal, após conhecer os principais tipos de cola para madeira, é essencial identificar os pontos que podem melhorar a performance da colagem.
Como você deve ter observado ao longo do artigo, a umidade é um fator importante para o desempenho do processo de fixação. A umidade tem forte influência na secagem; ou seja, se a madeira estiver úmida, por exemplo, o processo de fixação será mais lento e o resultado pode não sair como o esperado.
Se a madeira estiver úmida ou exposta a umidade, o processo de colagem pode acabar em defeitos, empenamentos e descolamento. Isto é, um resultado muito inferior ao que você espera conseguir, não é verdade?
Logo, além de não tentar colar madeira úmida, evite guardar as peças coladas em lugares que possam ter umidade. A dica é simples, mas é um dos cuidados mais práticos que você pode adotar para proteger suas peças.
Muito bem! Agora, você está por dentro dos principais tipos de cola para madeira, as indicações de utilização e, principalmente, dos cuidados especiais para melhorar o desempenho da secagem.
É o momento ideal para escolher o tipo de cola que vai se adequar melhor ao seu projeto. Mãos à obra!
  1. Onde encontrar colas para madeira em Fortaleza
Na Madeireira São José, você encontra vários tipos de cola para madeira. Você será atendido por colaboradores preparados para dar suporte a escolha dos materiais certos para o seu projeto. A empresa oferece o melhor custo e benefício do mercado.
Além disso, na Madeireira São José você encontra portas, janelas, maçanetas e tudo que precisa para uma construção ou reforma completa.
Para facilitar ainda mais a sua vida, o contato pode ser feito via WhatsApp: (85) 98736-4368, (85) 98902-2126. Outros números para contato: (85) 3471-2739 (Araturi), (85) 8865-5840.